12 de setembro de 2013

Tudo que eu sei é que não sou mais criança

Acredito que nunca nesses 20 anos senti tanta saudade da minha infância. Coisas da minha infância, coisas de criança, do meu jeito de criança, o cheiro de criança, meus sonhos de criança como ter um cachorro, uma casa da Barbie... Que saudade da escola, de brincar o fim de semana inteiro, de me apaixonar toda semana por um menino diferente, de fazer as atividades na frente da tv assistindo Sessão da Tarde, de comer um Micão daqueles que vinha com 'melzinho', saudade do almoço feito pela minha avó que já morreu, da minha cama no quarto dos meus pais, da minha casa, o quintal, as tardes de sol, a piscina de plástico...
Não tem muito tempo que me tornei adulta, e pra falar a verdade não me sinto adulta, nem adolescente... Tenho me sentido perdida, me sentido nada. Quando me permito pensar no assunto (o que não é sempre, pois tenho evitado enlouquecer), fico pensando se é assim mesmo, se as coisas estão acontecendo no tempo certo mas quase sempre acredito que se fosse em outro ritmo eu estaria mais feliz. A unica coisa que eu sei é que não sou mais criança, mas adoraria ainda ser.
Cada dia que passa as coisas ficam mais difíceis. É a faculdade que começa a exigir mais de mim, é o emprego que eu ainda não tenho, é continuar vivendo na casa dos meus pais e ter um quarto elaborado pra uma garota dos 8 aos 17 anos, é ver a vida das pessoas próximas a mim, que cresceram comigo, estar diferente da minha, completamente diferente da minha, é o dinheiro que eu tenho que pedir pra poder sair, é a permissão que eu tenho que pedir.
Além dos conflitos interiores que eu não tenho externado pra ninguém por razões óbvias, me colocaram numa situação desnecessária e que todos os dias me machuca um pouco mais. Existem amores que são diferentes uns dos outros, o amor de um filho pela mãe e de uma mãe por um filho por exemplo tende a ser incondicional, ninguém escolhe amar a mãe, se ama desde sempre e até o fim da vida. Acontece que na vida a gente também escolhe amar outras pessoas, pessoas que aparecem na nossa vida e deixam tudo melhor, faz a gente sonhar todos os dias mesmo que acordada e faz a gente querer realizar esses sonhos juntos, amores que completam a gente. Machuca muito quando querem que a gente opte por um amor ou outro, sendo que são duas formas de amar diferentes, uma não influencia a outra. Já vi essa história na minha vida tantas vezes e até hoje não aprendi a lidar com isso e acredito que não há como aprender então eu não falo do assunto, eu não falo nada, eu tento ser agradável, tento não confrontar e choro toda noite antes de dormir.
Fico com saudade das dores de ser criança. Crescer dói! Amadurecer dói tanto que agora eu entendo porque algumas pessoas nunca amadurecem. 



"Você já tá tão perto de Deus, astronauta
Então, me promete
Que pergunta pra ele as respostas
De todas as perguntas e me manda pela internet" ♪